Foto: Reprodução

A Academia de Futebol Pérolas Negras assumiu nos últimos meses o posto de sensação do futebol estadual do Rio de Janeiro.

A equipe, que nunca havia chegado sequer às oitavas de final da Copa Rio, foi superando etapas e eliminando adversários tradicionais, até chegar à final da competição. Bangu nas oitavas, Resende nas quartas e Americano nas semifinais.

Todos foram deixados para trás pelo time que tem entre os titulares o haitiano Garrinsha, jovem atacante de 19 anos, símbolo da raiz do projeto Pérolas Negras. O camisa 11 inclusive marcou um dos gols na vitória para cima do Cano por 3 a 0 na ida da semi.

“A projeção de uma competição nacional é um cenário muito novo e que está sendo assimilado por aqui. A direção vai pensar qual o melhor planejamento para o crescimento do clube e nós, faremos a nossa parte buscando o título da Copa Rio”, comentou o treinador Gilmar Estevam

A campanha histórica já garantiu o clube pela primeira vez em uma competição nacional. Quem ficar com o título, escolhe se disputa a Copa do Brasil ou a Série D do Brasileirão. O vice fica com a vaga preterida pelo campeão.

E os comandados de Estevam foram além. No último domingo (17), conquistaram a Taça Maracanã – 1° turno da Série B1.

“Primeiro turno muito equilibrado, com equipes bem parelhas em termos de qualidade. O Pérolas entendeu e soube jogar a competição, e o troféu veio para coroar o trabalho que vem sendo feito. Um projeto que visa inovar em termos de situações e conceitos de jogo, com intuito de extrair o melhor dos nossos jogadores.” Foto: Vinicius Valim/AFPN

– Agora a pegada é a mesma, buscando vencer também o segundo turno e alcançar o nosso objetivo maior, que é o acesso à A2 – completou o professor.

A semana já foi de virada de chave para o Pérolas, projetando o 2° turno. A agremiação estreia na Taça Waldir Amaral às 15h deste sábado (23), recebendo o Nova Cidade no estádio do Trabalhador.

A preparação foi encerrada na manhã desta sexta-feira (22). Um dos pilares do meio campo e capitão em boa parte dos jogos da temporada, Joel comemora os feitos atingidos pelo grupo e projeta mais triunfos:

Um dos que capitães da equipe em 2021, Joelzinho foi titular em 14 dos 15 jogos do Pérolas Negras na temporada, somando Copa Rio e Série B1. Foto: Vinícius Valim/AFPN

“Está sendo uma campanha muito feliz para todos nós aqui. Temos uma estrutura de trabalho muito boa e isso está refletindo no campo. Vencemos a Taça Maracanã, colocamos o clube em uma competição nacional e queremos mais. Vamos buscar a Taça Waldir e Amaral e também o troféu da Copa Rio. Queremos seguir fazendo história pelo Pérolas”, enfatizou.

O Pérolas Negras compõe o Grupo A da Série B1, ao lado de Carapebus, Duque de Caxias, Rio São Paulo, São Gonçalo e 7 de Abril. Se vencer a Taça Waldir Amaral e terminar o campeonato com a maior pontuação geral, o Pérolas conquista o acesso de forma direta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui