Foto: Divulgação/Gonçalense. Sorriso (à esquerda) e Sabão (à direita) estiveram juntos no Gonçalense em 2020.

A Série A2 do Campeonato Carioca começa neste sábado (5), com seis jogos, todos às 15h. E o Audax/Miguel Pereira vai disputar a competição tendo como base do elenco, a equipe que jogou a A2 do Paulista pelo Grêmio Osasco Audax, como anunciado aqui.

Além dessa estrutura, o clube que fez toda a preparação em São Paulo, foi ao mercado e se reforçou nos últimos dias.

Foram anunciados na noite desta sexta-feira (4) os atacantes Tiago Amaral e Fidel, e aos meias Giovanni e Joe. Mais cedo, já tinha sido divulgada a contratação do atacante Sabão. Um dia antes, havia chegado o lateral direito Rossales e na quarta-feira (2) o apoiador Sorriso.

Sorriso e Sabão: caminhos parecidos

Ambos com 29 anos atualmente, os jogadores tem histórias que se cruzam. Os dois despontaram na carreira atuando pelo Gonçalense.

O “escorregadio” Sabão

Em 2014, Sabão marcou 11 gols e ajudou o Gonçalense a conquistar o acesso à Série B e o título da Série C. No ano seguinte, foram seis gols na campanha que levou o Gonçalense às semifinais da Copa Rio, mais cinco pela Série B.

Passagem relâmpago pelo Vasco

Em seguida, aos 23 anos, recebeu a oportunidade de passar por um período de avaliações no Vasco.

Mário Marques, comandante do goleador no Gonçalense comentou sobre o apelido:

“Sabão tem esse apelido porque é muito difícil marcá-lo. Ele é escorregadio”, disse à rádio Brasil na época.

Apesar da movediça qualidade, o apoiador foi observado em treinos, mas não chegou a ser relacionado e não permaneceu.

No futebol do Rio de Janeiro, soma diversas passagens: Macaé, Boavista-RJ, São Gonçalo (quatro vezes), Cabofriense, Bonsucesso e Resende.

Chegou a atuar também em Natal, por onde defendeu Potiguar, América e Santa Cruz. Rodou ainda por outras diferentes praças: Tupi (MG), Real Brasília (DF), River-PI e Amazonas FC (AM) – time em que atuou por último, em 2020.

Depois de Sabão, Sorriso

Depois de Sabão, foi a vez de Sorriso se destacar pelo Gonçalense. Foram seis tentos marcados na Segundona em 2016, mais seis em 2017.

Até chegar a Natal para vestir a camisa do Potiguar, time que um ano depois também contrataria Sabão.

Depois, Sorriso ainda passou por outras equipes cariocas: Sampaio Corrêa, Goytacaz e Portuguesa.

Até chegar ao futebol paulista, em 2020, para jogar pelo Rio Claro, na Série A2 Estadual. No mesmo ano, regressou ao Gonçalense para disputar a Série B1, ao lado de Sabão. Juntos, somaram apenas dois gols – um para cada.

Antes da chegada ao Audax Rio, Sorriso jogou pelo Americano na Seletiva da Série A Carioca 2021.

Mais reforços

Além de Sabão, Sorriso, Giovanni, Joe e Rossales, o Audax publicou entre esta sexta-feira (4) e a última quarta-feira (2) a manutenção de atletas do elenco de 2020: Diego Maia (lateral esquerdo), Anderson Carioca (zagueiro), Wesley Bolinha (atacante), Eberson (volante), Cleiton (goleiro) e Zé Romário (zagueiro).

O meia Henrique, o zagueiro Bruno Tofanelli e o lateral direito Samoel Pizzi, que chegam cedidos pelo Osasco Audax, também foram oficializados através das redes sociais do time do Rio.

Estreia fora de casa

O Audax/Miguel Pereira estreia na Série A2 às 15h deste sábado (5), contra o Sampaio Corrêa, no estádio Lourival Gomes de Almeida, em Saquarema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui