Foto: Caê Rangel/AFC

Resultados desta semifinal e da final não serão homologados, por determinação do STJD

Com gol nos acréscimos, o Americano bateu o Audax/Miguel Pereira neste domingo (11) e está na final da Taça Santos Dumont. O zagueiro Espinho marcou de cabeça aos 51 minutos do segundo tempo e classificou o Alvinegro.

O Audax Rio jogou com mando de campo e vantagem do empate. A equipe de Miguel Pereira mandou o confronto no estádio do Trabalhador, em Resende.

O empate assegurava a vaga do clube na decisão do 1° turno, até Espinho, no último lance da partida, cabecear para o fundo das redes e mudar a história.

Com o resultado positivo novamente conquistado na bacia das almas, o Glorioso de Campos avança e pega o Artsul na disputa pelo título.

Em sorteio realizado na última sexta-feira (9) pela Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), ficou definido que o vencedor do confronto deste domingo, decidiria em casa.

Desta forma, Americano e Artsul fazem embate na próxima quarta-feira (14), às 15h, no estádio Antônio Ferreira de Medeiros, em Cardoso Moreira.

Resultados não serão homologados

O auditor do Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD), Paulo Sérgio Feuz, determinou através de despacho na manhã deste domingo (11), horas antes do jogo entre Audax e Americano, que não sejam homologados os resultados das partidas desta semifinal e da final da Taça Santos Dumont.

O texto publicado no site oficial do STJD, ressalta ainda a possibilidade jurídica de reversão do caso e mais ainda, da hipótese de remarcação das partidas da segunda semifinal e a final deste 1º turno. 

Na mesma decisão, foram solicitados à Ferj os seguintes esclarecimentos sobre o caso, a serem respondidos em 48 horas:

Quando recebeu os documentos para Registro do Atleta?;

Se foi a FERJ que informou e manuseou o sistema BID da CBF com os dados do Atleta?;

O Motivo que constou no sistema BIRA em 02 de junho o Atleta como inscrito?;

Quanto tempo em média demora da entrega da Documentação para o Registro no BIRA?;

Se já ocorreram erros ou falhas de sistema semelhantes ao suposto fato apontado no Recurso.

Confira na íntegra o texto da publicação:

“Trata-se de Pedido de Efeito Suspensivo solicitado pelo recorrente para suspender o Campeonato Carioca – Série A2 em face a Veneranda Decisão Proferida pelo Pleno do TJD/RJ, que considerou as razões da Procuradoria e atribuiu ao recorrente a penalidade do artigo 214 do CBJD em face a escalação irregular do Atleta João Farias Silva, na partida de 16/06/2021 contra a equipe do Americano.

Em face as razões do recurso que atribuíram o fato lesivo a erro de Sistema da FERJ no programa denominado BIRA, uma vez que no BID da CBF o atleta já estava devidamente registrado desde 02 de junho de 2021, foi oficiado a CBF para que a entidade explicasse de quem era a responsabilidade por alimentar o sistema BID.

A resposta confirmou o registro no sistema BID em 02 de junho, porém não foi possível concluir definitivamente se ocorreu um erro de sistema, erro da FERJ ou do Clube, o que será depurado na análise profunda de todas as provas que constam nos autos e com as Decisões da Comissão Disciplinar e do Pleno do TJD/RJ.

Logo, para não causar prejuízos a terceiros e nem as outras equipes do Campeonato e nem a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro, nego o efeito suspensivo pleiteado, porém DETERMINO QUE NÃO SEJAM HOMOLOGADOS OS RESULTADOS das partidas da semifinal e final do 1. Turno do Campeonato, nem proclamado o CAMPEÃO DO TURNO, até o trânsito em Julgado do presente Recurso.

A FERJ deverá dar publicidade da presente Decisão Monocrática as equipes que participam da Competição e da possibilidade jurídica de reversão da Decisão do TJD do Rio de Janeiro e se for o caso da hipótese de remarcação das partidas da semifinal e final do Campeonato Carioca – Série A2.” 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui